Notícia Independente

Informação diferenciada para você

  • Estatística

    • 11,447 visitantes
  • junho 2009
    D S T Q Q S S
        jul »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930  
  • Editorias

  • Inscrever-se

Palmas à Ong carioca: O objetivo da Terra dos Homens é reestruturar a família

Posted by Roberta Andrade Cylleno em 19/06/2009

Apesar das falcatruas políticas, ainda tem gente com a intenção de ajudar o próximo. Entre as milhões de ONGs envolvidas em escândalos de corrupção e lavagem de dinheiro, algumas ainda se comprometem com um trabalho sério e respeitado. “A Terra dos Homens se destaca no Rio de Janeiro pelo trabalho de atendimento à criança e adolescentes com família desestruturada, caracterizando-se pela primazia do direito à convivência familiar no âmbito da família de origem.” – declarou a defensora pública estadual Simone Moreira de Souza, coordenadora do CDEDICA (Coordenadoria de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente) – “Tal atitude é louvável porque procura reorganizar a família para ter de volta os filhos e não apenas penalizá-las ou responsabilizá-las sem considerar o estado de miserabilidade que se encontram quase sempre.”

A equipe que já ajudou milhares de crianças a reconviverem com as famílias

A equipe que já ajudou milhares de crianças a reconviverem com as famílias

A Associação Brasileira Terra dos Homens (ABTH), além de um comprometimento social bem organizado e estruturado dentro de uma sala com alguns metros quadrados, localizada no número 275 da Rua General Justo, no Centro da cidade, faz um trabalho diferente de qualquer Organização Não Governamental que tenho o foco em crianças que precisem de um lar. “O nosso objetivo não é a adoção e sim, reintegrar a criança e adolescente em situação de risco social a sua família de origem”, declarou a diretora da associação Claudia Cabral durante uma reunião feita para psicólogas, assistentes sociais, defensores públicos e outras mulheres envolvidas no projeto.

Em uma parceria com a Prefeitura do Rio que durou dez anos, a ABTH conseguiu promover a convivência familiar de mais de 2 mil crianças e cerca de 380 famílias foram reestruturadas. Hoje, embora não estejam mais trabalhando diretamente com as famílias acolhedoras, continuam com a capacitação dos profissionais por meio de cursos que duram entre 3 e 5 dias. Essas palestras e workshops não são apenas para a população carioca, atendem também a pedidos por todo o Brasil.

Entre tantas famílias acolhedoras, a da senhora H. H. se destaca. “Ela acolheu em sua casa um casal de irmãos e fazia o trabalho de reintegração com a família de origem, que eram seus vizinhos” contou Leandro Leal, um dos coordenadores da ABTH, “No meio do processo os pais faleceram e H. H., por mais que se desse bem com as crianças e gostasse delas, não quis adotar. Preferiu continuar com o trabalho de reintegração na família extensa (avós maternos e paternos)”.

Envolvida em diversos projetos como o do auxílio e proteção a vítimas de violência sexual e um programa de adoção tardia e inter-racial, a ABTH também participa na criação de políticas públicas voltadas para a infância e juventude, sobre violência doméstica e abrigos, através do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. Uma fonte que preferiu não ser identificada disse que “a Terra dos Homens é uma das (ONGs) sérias, tanto que vem fazendo parte de comissões importantes, liderando a convivência familiar e comunitária.”

Como toda Organização Não Governamental, a Terra dos Homens conta com a ajuda de sócio-doadores (normalmente pessoas físicas) e voluntários – na produção de banners, folders, filme institucional, layout do site, designer gráfico, tradutor, consultoria jurídica entre outros – para enriquecer seu trabalho. Quem quiser colaborar de alguma forma, basta se cadastrar no site www.terradoshomens.org.br ou comparecer à sede. “Também realizamos trabalhos sociais nas comunidades, como o estudo de mapeamento da rede de serviços locais e auxiliamos na retirada de documentos” relatou Rodrigo Pereira, assessor de imprensa da ABTH.

A associação sem fins lucrativos tem sua origem na cidade de Lousanne, Suíça, com o nome francês de Fondation Terre des Hommes. Estabilizou-se no Brasil em 1997 como desdobramento de um trabalho de adoção inter-racial tardia, iniciado no ano de 1982. Claudia Cabral, até então gestora do projeto, fundou a organização brasileira e permanece como a atual coordenadora.

About these ads

2 Respostas to “Palmas à Ong carioca: O objetivo da Terra dos Homens é reestruturar a família”

  1. Pedro said

    Realmente, bom saber que ainda existem pessoas com boas inteções, dispostas a ajudar o próximo. Tá de parabéns pelo site, Roberta! Beijos.

  2. Gleusa Santos said

    Parabéns pela iniciativa!
    Você conseguiu explicar no texto os três eixos de trabalho da Ong Terra dos Homens no âmbito nacional de forma concisa.
    Eu trabalho no setor de comunicação e acompanho de perto todas as ações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: