Notícia Independente

Informação diferenciada para você

  • Estatística

    • 13,652 visitantes
  • agosto 2009
    D S T Q Q S S
    « jul   set »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Editorias

  • Assinar

Um monumento que vai deixar lembranças

Posted by Roberta Andrade Cylleno em 31/08/2009

Passarela de Ipanema: depois da demolição é a hora da limpeza

Passarela de Ipanema: depois da demolição é a hora da limpeza

A passarela do obelisco de Ipanema foi demolida neste domingo, das 7h às 14h30. O trânsito, no local, foi interditado para a ação da Prefeitura que envolveu um total de 120 funcionários. A remoção do entulho estava prevista para terminar, no máximo, às 19h.  O dia foi bem movimentado na região. O ‘evento’ era aguardado ansiosamente pelos moradores. “Todo mundo bateu palmas quando terminou a demolição do último pedacinho”, contou o aposentado e empresário Rodrigo da Silva.

A Marcha Cibernética pela Decência, as associações de moradores dos bairros de Ipanema, Leblon, Botafogo e do entorno do Engenhão compareceram para demonstrar apoio e levaram faixas de agradecimento à Prefeitura do Rio por ter atendido ao desejo da população. A iniciativa foi tomada depois da última manifestação no obelisco, realizada no dia 16 de agosto (domingo) por moradores e associações.

Durante todo o dia pessoas paravam para assistir e comentar o acontecimento

Durante todo o dia pessoas assistem e comentam a demolição

Residentes e transeuntes assistiram a todo o processo. “Já foi tarde a demolição dessa porcaria”, disse contente o advogado Ricardo Lima. “Eu ajudei a coletar assinaturas para que esse dia chegasse”, assumiu Geraldo Paiva, funcionário público aposentado. O turista de Porto Alegre, Tiago Cunha, disse que, para ele, haverá sempre uma nostalgia, “quando eu passar aqui de novo vai ser diferente porque vou lembrar de Ipanema com a passarela”. Já o músico Pedro Mangia não vai sentir saudades, “acho que agora vai ficar, esteticamente, mais bonito”. “Tinha que tirar o obelisco também”, completa o designer Flávio Pinto.

A estrutura de ferro que enfeitava a passarela, e pesava sete toneladas, foi retirada com um guindaste. O adorno foi repartido em três quando estava no chão. Dois caminhões munck (de pequeno porte) colocaram os pedaços de metal nos transportes de remoção da Comlurb. Os cinco caminhões ficaram responsáveis pela remoção de todo o entulho.Um martelete hidráulico e duas pás mecânicas também auxiliaram no trabalho.

Pedaços da passarela foram vendidos pelas associações de moradores ao valor simbólico de um real (quem quisesse podia dar quantias maiores). “Teve uma pessoa que pagou R$ 200,00 (duzentos reais) para ter uma pequena parte como souviner”, afirmou o presidente da Associação de Moradores e Proprietários de Prédios do Leblon Augusto Boisson. O objetivo é ajudar uma senhora, conhecida como Dona Antônia, que trabalha em algumas residências do bairro e proximidades. A moradora de Santa Cruz vai usar o dinheiro arrecadado para cuidar das dezenas de cães e gatos abandonados na rua, e que foram adotados por ela.

 

 Agora, o leilão da relíquia

 O primeiro pedaço da passarela que caiu está agora na posse do presidente da Associação de Moradores e Proprietários de Prédios do Leblon Augusto Boisson. A relíquia será leiloada, e o dinheiro, doado ao Dispensário dos Pobres da Irmã Zoé, em Botafogo.

Os lances começam agora! E podem ser feitos no livro de visitas do blog de Augusto Boisson. O leilão será encerrado no dia 6 de setembro, próximo domingo. Todo o processo ocorre via internet. Leva a relíquia quem oferecer a maior proposta.

A pedra de concreto, de cor cinza claro, tem 59 centímetros de diâmetro, 23 centímetros de largura e 13 centímetros de altura, aproximadamente.

Objeto do leilão: primeiro pedaço retirado da passarela de Ipanema

Objeto do leilão: primeiro pedaço retirado da passarela de Ipanema

 Dôle uma! Dôle duas! Dôle três!

Para ver outras coberturas sobre o assunto, clique aqui!

Uma resposta to “Um monumento que vai deixar lembranças”

  1. Elizabeth Passos said

    Achei ótimo a retirada da passarela. Só era útil para os pombos que ficavam alí fazendo suas necessidades. A passarela também servia para atrapalhar a vista da rua Visconde de Pirajá. Infelizmente ficou o obelisco. O que é exatamente aquilo? A entrada de Ipanema deveria ser representada por uma escultura mais bonita.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: