Notícia Independente

Informação diferenciada para você

  • Estatística

    • 13,652 visitantes
  • setembro 2009
    D S T Q Q S S
    « ago   nov »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930  
  • Editorias

  • Assinar

“O Rio de Janeiro continua lindo, o Rio de Janeiro continua sendo”

Posted by Roberta Andrade Cylleno em 14/09/2009

Nasci e fui criado em uma cidade maravilhosa. Cidade do sol, de belas praias e paisagens cobiçadas internacionalmente. Cidade da bossa nova, do samba, da caipirinha e da cerveja gelada em um fim de tarde, no barzinho da esquina depois do trabalho, com os amigos. O Pão de Açúcar, o Corcovado, o Cristo Redentor… Terra de gente bonita e simpática, terra do negro, do branco, do amarelo, do azul e do verde.

Na infância, nunca brinquei de ser criança de verdade. Não ligava para aquelas brincadeiras sem brinquedo, os piques e as pipas não faziam minha cabeça. A bola de couro era oficial, e descia para o play para jogar com os amigos do prédio, de vez em quando. Os carrinhos e bonecos – personagens dos desenhos e quadrinhos – eram todos importados. Mas o que gostava mesmo era do video game, papai sempre chegava de surpresa com a versão mais nova.

Quando adolescente a vida não era muito diferente, o sol continuava a brilhar, o Rio de Janeiro continuava lindo, cheio de gente sorridente e amável. A única coisa que mudou foi meu brinquedinho favorito, o video game deu lugar a outra máquina: um belo carro, presente de papai assim que completei a maioridade.

Aos 22 anos, seguindo os passos do homem que tanto admirava – meu pai, é claro – formei-me em direito e logo comecei a trabalhar no Fórum. Pela primeira vez, enxerguei a realidade da cidade.

foto: saqueadoresdevento.blogspot.comA cada sinal tinha um daqueles garotos fazendo malabarismo, vendendo balas ou querendo limpar o vidro do carro em troca de algumas moedas. Jovens e idosos disputavam o espaço da calçada, sua moradia. Pessoas apressadas deixavam o sorriso e a simpatia muito bem guardados em casa para poder enfrentar a selva lá fora; barulho e poluição eram só o que se via. A cidade foi ficando mais cinza e o sol não brilhava tanto quanto antes, as praias sumiam e davam lugar a arranha-céus espelhados.

No começo levei um choque, mas depois de algumas semanas acostumei. Acostumei com a moça da favela que não consegue sair de casa e levar o filho à escola por causa do tiroteio, ou o pai de família que nada pode fazer quando roubam sua pasta com todo o dinheiro do pagamento. Na vida, nada mais surpreende.

 

*Trabalho acadêmico: 27 de junho de 2007

Uma resposta to ““O Rio de Janeiro continua lindo, o Rio de Janeiro continua sendo””

  1. Realmente…E o nosso Rio de Janeiro ainda continua lindo! E o nosso Rio continua sendo e agora, em pleno ano de 2009, podemos afirmar que o nosso Rio de Janeiro ainda continua sendo. E nada mais me surpreende!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: